quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Finitude

4 comentários:

  1. Você mente mal quando se define péssimo escritor com tanta verdade em versos tão breves e livres. Gosto dos hipócritas quando eles os são por definição estratégica, não por verdade absoluta.

    [para que não tenha dúvida: clap, clap, clap! Vou tentar gostar mais dos "meios" e adiar os "fins"]

    ResponderExcluir
  2. Gostei da frase. Me fez pensar. Temos que aproveitar cada instante da nossa vida, sem se importar com o começo ou fim. Apenas goze o meio! (Sem duplo sentido, claro). Ótima escrita e reflexão!)

    http://cerebro-musical.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente brilhante. Nao consigo deixar de comentar em cada poema que leio. A estruturacao dos versos eh de uma sensibilidade e uma veia artistica invejavel.

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget